Quanto custa um contador – Contabilístico Contabilidade

Quanto custa um contador

pesquisa-quanto-custa-contador-preco

Quanto custa para ter um contador

Você sabe dizer quanto custa um contador, ou se está pagando para o seu mais do que deveria?

Pouca gente realmente fiscaliza o seu contador. Ele deve auxiliar a empresa a pagar suas contas, mas este pode nem sempre ser o caso.

Vamos primeiro ao entendimento: O que um contador realmente deve fazer?

quanto-custa-contador

O contador é um profissional fundamental para a saúde das empresas, independente do seu tamanho, ou ramo de atuação.

Sua principal função é simplificar a vida contábil e auxiliar o empresário a tomar decisões que podem alterar o futuro do negócio, através de informações sólidas e relatórios.

Esse tipo de serviço é fundamental nas tomadas de decisões e é muito importante para reduzir os erros de gestão da empresa, principalmente em se tratando de empresários com pouca experiência em alavancagem de negócios.

Contador exerce funções elementares, mas de todas elas podemos destacar uma área importantíssima: a financeira.

Esta área também exerce papel vital, pois é quem dita as principais regras do negócio a se desenvolver.

Sem o norteamento financeiro, praticamente nenhum negócio para em pé (a não ser que seja uma Organização Não Governamental, que sobrevive de doações).

Se sua empresa não for uma ONG, continue considerando a hipótese de possuir o melhor contador, que caiba no seu bolso.

Saber qual seu tipo de empresa, que tipo de enquadramento ela deve seguir nos modelos governamentais, possuir informações transparentes sobre seu fluxo de caixa e mensurar o impacto dos impostos na sua conta é o tipo de conhecimento que pode salvar e fazer crescer sua empresa, ou no lugar disso, significar sua quebra.

O que reforça a importância de um profissional que pode lhe auxiliar, sem ser sócio, sem levar parte da sua empresa e sem cobrar valores exorbitantes, como um programador, especialista de marketing, vendedor, ou tantos outros que lhe exigem salários altos, mesmo no momento inicial da sua empresa.

quanto-custa-contador-contabilistico

Resumindo, um contador deve:

> Simplificar sua vida contábil

> Te auxiliar a tomar decisões vitais, baseadas em dados

> Prestar orientação financeira

> Manter sua empresa sempre pronta para qualquer “investigação” (financeira, ou fiscal)

Agora, entenda o que um contador não deve fazer (jamais)

O sistema tributário brasileiro é muito complexo e uma interpretação errada dos dados pode gerar graves consequências futuras.

Contadores não confiáveis podem deixar de pagar impostos, errar na inserção de códigos de diferentes tributos, pagar impostos a mais, cometer erros na folha de pagamento, atrasar pagamentos ou ainda cobrar por serviços que não estavam combinados.

A multa de um tributo atrasado pode chegar até 20% do valor do mesmo, acrescentado de juros. Se existe um imposto que sua empresa deveria estar pagando mensalmente, mas você não sabia, imagine o valor acumulado disso multiplicado pela quantidade de meses que ele não foi pago.

Vale a pena pensar antes de contratar um contador barato para economizar algumas dezenas de reais.

contabilistico-quanto-custa-contador

Outro problema que pode acontecer com na contabilidade, que pode até estar acontecendo com a sua neste momento e você não estar ciente, é a sua empresa estar enquadrada na opção tributária errada.

Nem sempre o Simples ou Lucro Presumido são o melhor para sua empresa. Muitos contadores optam por uma dessas duas opções por serem mais fáceis de se trabalhar, sem considerar as outras modalidades.

Isso resulta em um gasto maior para a empresa em tributos. Deixar de pagar os impostos é ruim. Pagar impostos a mais é inaceitável.

Será que você está pagando aquilo que que deveria de impostos? Será que esse profissional está atendendo as suas expectativas e lhe cobrando um valor justo de mercado?

Por fim, antes de saber o custo, vamos falar sobre o momento. Quando é a hora de contratar um contador?

Apesar de ficar “atrás do palco”, o contador é peça-chave para o sucesso de um negócio.

Muitos empreendedores de primeira viagem acreditam que podem abrir mão do conhecimento especializado do contador, optando por exemplo pelo cadastro de uma empresa como MEI (Micro Empreendedor Individual).

Isso pode ou não ser verdade. O MEI realmente não é obrigado a ter um contador, mas na prática isso pode fazer com que o microempreendedor negligencie a importância de um planejamento contábil. Além de travar suas oportunidades de crescimento, com contratação de mão de obra, ou mesmo atuando em mais de segmento.

Além disso, o fim da linha chega de forma precoce, imagine que você abre uma empresa como MEI e rapidamente se dá conta de que o seu faturamento está ultrapassando o limite, colocando seu negócio em risco de multa. O que você faz?

Ao contar com o apoio de um profissional especializado desde o início, você consegue não apenas enquadrar sua empresa na opção tributária correta, como também planejar corretamente o crescimento dela, sem queimar dinheiro em vão.

blog-contabilistico-quanto-custa-contador

Outro ponto importante que nem todo mundo sabe é que o contador fica responsável pelas decisões tributárias equivocadas. Sendo assim, o grau de atenção e responsabilidade dele sobre os negócios, é na maioria das vezes maior que o do próprio empresário/dono.

Além dos exemplos simples de abertura de um CNPJ como MEI, podemos listar uma série de serviços que precisam do conhecimento e experiência de um contador, tanto para empresas como para pessoa física. Entre eles estão:

  • Abertura de LTDA, S/A, EPP;
  • Abertura/formalização da empresa e acompanhamento nos órgãos necessários e recolhimentos de taxas;
  • Apoio à empresa na tomada de decisões estratégicas;
  • Assessorias Federais;
  • Atas de assembleias;
  • Auditorias para empresas;
  • Baixas de Sociedades EPP; LTDA; ME;
  • Certidões;
  • Contrato de compra e venda de imóveis, contanto que também seja acompanhado de apoio jurídico;
  • Declaração do IR, desde a definição da necessidade ou não de declarar o imposto até o esclarecimento de dúvidas sobre como fazer a declaração;
  • Decores;
  • Dúvidas empresariais;
  • Dúvidas tributárias, fiscais e trabalhistas;
  • Elaboração e apresentação da Demonstração de Resultados do Exercício (DRE), incluindo todas as depreciações dos bens, os ativos, lucros e despesas;
  • Estatutos de condomínio;
  • Formulários do IBGE;
  • Formulário Ibama;
  • Inclusão e lançamentos de guias de recolhimentos dos colaboradores e folha de pagamento;
  • Inclusão ou alteração de sócios no contrato social;
  • Rais Negativa.

Em qualquer um dos casos acima é totalmente indispensável a presença de um profissional contábil. Além disso, existem casos em que um contador não é obrigatório, mas ainda assim pode auxiliar através de consultoria, por exemplo.

Em situações assim, cabe a você decidir: vale a pena contar com o conhecimento de quem entende do assunto, evitando que o barato saia caro no final das contas?

Chegamos ao esperado momento: Entendendo o custo de um contador

Ao se contratar um contador deve-se observar se ele se adequa ao perfil de sua empresa. Para fazer essa análise é preciso observar a estrutura física e tecnológica, verificar a quantidade de clientes existentes, quantidade de colaboradores, e principalmente, o perfil dos clientes do escritório contábil e o valor dos honorários cobrados.

O melhor escritório de contabilidade não é necessariamente aquele que tem os honorários mais baratos, nem os honorários mais caros.

quanto-custa-contador-preco

O preço cobrado por um escritório é formado de vários componentes para poder se chegar a um valor justo. Entre os fatores que influenciam na composição do valor cobrado pelos contadores temos:

  • Complexidade do negócio;
  • Quantidade de funcionários;
  • Segmento de atuação;
  • Tipo de tributação;
  • Tipos de serviços contratados;
  • Volume de notas fiscais.

Você deve analisar se os serviços fornecidos atendem às necessidades e demandas da sua empresa.

Comparar os preços de alguns contadores é o ideal para descobrir se o preço que está sendo cobrado é justo.

Como em toda cotação e análise de custo Vs. benefício, se atente de comparar escritório com escritório, profissional liberal com profissional liberal e empresa de inovação tecnológica (startup) com empresa de inovação tecnológica.

Tenha em mente que muitas vezes, “o barato sai caro” e economizar dezenas de reais, em serviços que parecem completos, pode ser sinônimo de perdas maiores tomando decisões equivocadas.

Mais do que serviço, procure por contadores consultores, que sejam acessíveis, que possam te atender e solucionar seu problema no ato.

Com isso, é possível perceber que um bom contador deixa de ser uma despesa que sua empresa vai ter para se tornar um investimento. Um investimento na saúde financeira do negócio e na legalidade da empresa.

Precisa contratar, ou trocar de contador? Siga esse passo a passo para contratar a melhor opção de contador para seu negócio

Se você leu até aqui é porque já tem uma empresa ou ainda deseja abrir a sua. Mais do que isso, você provavelmente está precisando contratar seu primeiro contador ou mudar para uma nova assessoria contábil.

Um contador competente facilita muito a vida da empresa. Por isso, trouxemos aqui quatro passos simples para que você escolhe o contador mais adequado para a sua realidade. Confira:

1º passo: contador terceirizado ou interno?

Como empresa, você tem duas opções na hora de contratar um contador: um profissional interno (que atua dentro da própria organização, como funcionário) ou terceirizado (que atua como fornecedor, prestando serviços mensais à empresa).

A opção do contador interno costuma ser adotada por empresas de grande porte, com faturamento anual acima de 20 milhões. Já um contador ou empresa de contabilidade terceirizada é a opção adotada pela grande maioria das empresas brasileiras, ou seja, as micro, pequenas e médias organizações.

Nesses casos, não há necessidade de alocar alguém constantemente dentro do escritório para fazer esse trabalho.

A ideia de ter um contador interno é poder contar com alguém que conhece a empresa a fundo. Contudo, hoje já existem escritórios terceirizados que possuem ótima visão de negócio, atendendo áreas específicas e contribuindo para o desenvolvimento das estratégias de forma constante, se tornando verdadeiros parceiros no longo prazo.

pesquisa-quanto-custa-contador-preco

2º passo: pesquisa

Esta é a hora de fazer um filtro e separar os contadores de confiança daqueles que seriam apostas incertas. E provavelmente você esteja perguntando: “Ok, mas como vou saber qual contador é confiável?”

Veja algumas coisas que você pode considerar ao fazer sua pesquisa:

Visite os sites das empresas de contabilidade: avalie a primeira impressão, a página que fala sobre a empresa e até mesmo o design. Um profissional sério presta atenção em cada detalhe;

Entenda a especialidade de cada empresa ou profissional: mais vale ter um contador especializado na sua área do que um que diz saber tudo. Afinal, é preciso que a assessoria contábil entenda a realidade da sua empresa e como as coisas funcionam no seu dia a dia;

Veja a gama de serviços: antes de qualquer coisa, certifique-se de que o contador presta todos os serviços que você necessita, desde a declaração do Imposto de Renda até o planejamento estratégico, caso isso se aplique à sua realidade;

Confira se o contador é licenciado: é requisito obrigatório que o profissional seja registrado, caso contrário não estará apto a exercer sua atividade.

3º passo: definição dos serviços a serem prestados

Se você deseja pagar um preço justo por um contador, deve primeiramente ter clareza sobre os tipos de serviços sua empresa precisa.

Se você tiver disposição e conhecimento para fazer uma parte do serviço contábil por conta própria, o custo pode ser reduzido. Por exemplo, se no lugar de aguardar que o contador realize todo o processo de abertura de empresa, você mesmo se dirigir aos órgãos competentes, conduzir seus documentos, aguardar que os trâmites sejam realizados, arquivos os comprovantes, etc.

Em resumo, reforçaremos novamente os tipos de serviços contábeis mais requisitados: fiscais e tributários, contabilidade, folha de pagamento; auditoria ou consultoria e auxílio na abertura de empresa.

Caso você tenha alguma dúvida em relação aos serviços necessários, converse com o próprio profissional ou escritório de contabilidade e explique a sua situação atual. Faça isso antes de fechar qualquer contrato, pois assim você se previne de qualquer falha ou mal entendido.

contratar-contador-preco

4º passo: contratação do contador, ou contabilidade que escolheu

A essa altura você já sabe: o que um contador deve fazer: o que um contador não deve fazer; quando contratar um contador; como é feita a formação de preço e quanto você vai pagar em média. Depois disso tudo, é hora de firmar contrato para que a prestação de serviços seja iniciada.

O contrato deve abranger todas as obrigações entre as duas partes, deixando claro o que cabe ao contador e o que cabe à empresa. Também deve cobrir os valores a serem pagos pelos serviços prestados e por uma eventual quebra de contrato.

Revisando ponto prioritários sobre contratação de contador

Auxílio na abertura de empresas: 

Quer abrir uma empresa, e não sabe o passo a passo? O contador pode te auxiliar a fazer de forma correta. Esse é um processo muito importante, e é preciso estar atento a muitos detalhes. Como por exemplo: Qual vai ser o tipo societário e o enquadramento como ME/EPP.

Escolha do Regime tributário:

Seja sua empresa de pequeno porte, isso não significa que o Simples Nacional é a melhor opção a ser utilizado. Através de simulações, e de bom conhecimento, o contador pode orientar, qual o melhor regime tributário a ser seguido.

E pode acreditar, essa é uma escolha importante, que pode fazer a diferença mais à frente do futuro da sua empresa.

Processamento da folha de pagamento:

Imagine você, dono de um negócio, tendo que lidar com inúmeras coisas ao mesmo tempo. Imagine que além disso, você ainda tem que lidar com mais números? E esses números tem relação com a folha de pagamento dos seus funcionários.

Mesmo que você goste de números, o processamento de folha de pagamento é algo bem trabalhoso. E o contador está aí para facilitar a sua vida, e o bom andamento da empresa. É preciso ter conhecimento, por exemplo, de valores de impostos, e se você não souber fazer, pode gerar muitos problemas.

Apurações e emissões:

– Contracheques de funcionários;
– Guias de INSS, FGTS e imposto de renda retido na fonte;
– Pró-labores de sócios, ou recibo de pró-labore único do proprietário
– Cadastro geral de empregados e desempregados;
– Relatórios dos dados da folha para o fisco trabalhista.

Auditoria:

A auditoria já é conhecida pela maioria das empresas, seja de médio a grande porte. A auditoria ajuda em muitos aspectos, e essa é uma das muitas funções que um contador pode exercer.

Se você está percebendo falhas e algumas irregularidades, e os números não estão batendo, a auditoria pode ser uma solução.

Na auditoria, o profissional contábil vai fazer uma avaliação rigorosa da aplicação de recursos financeiros. Ele vai verificar como esses recursos estão sendo administrados e utilizados. E assim identificar se há falhas no controle desse dinheiro.

Consultoria:

O papel do consultor contábil é aconselhar, e direcionar as empresas em relação de como os recursos financeiros são administrados. Ele pode auxiliar como consultor nas áreas de tributos, custos, contabilidade aplicada e análise financeira.

Resumidamente, o contador te ajuda a ter uma relação mais simples com a sua vida contábil. Te auxilia a tomar decisões importantes, e vitais, baseadas em dados e não em “achismos”. Presta a devida orientação financeira, quando você tem dúvidas. E assim, te ajuda a manter a empresa no eixo.

contratar-contador-melhor-preco

Outros pontos importantes que um contador precisa ter.

  1. Ética.

Um bom profissional dessa área precisa ter ética. Pois, por ser uma área que envolve dinheiro, pode surgir no caminho “tentações”. E um contador com ética agirá da forma correta, agindo de acordo com a lei e regras da empresa.

Esse profissional precisa ser honesto, ser claro e objetivo ao passar as informações necessárias.

  1. Prática.

 No período de entrevista, você precisa verificar se o profissional tem conhecimento e prática na área.

Verifique por exemplo, se ele tem conhecimento sobre a legislação e códigos tributários.

Agradecemos a leitura e ficamos à disposição para matar suas dúvidas.